Investigação Ambiental

Investigação Ambiental saiba como funciona em detalhes. Para que serve a investigação ambiental ?

A investigação ambiental serve para levantar informações detalhadas sobre determinadas áreas; ao que se refere as suas características hidrológicas, geomorfológicas e geológicas e ao impacto ambiental que as atividades de determinada indústria ou empresa possa estar causando.

A partir dos resultados gerados nas investigações ambientais, se for necessário é possível adotar medidas de intervenção que garantam a proteção do meio ambiente e da saúde pública.

Qual o principal objetivo de uma investigação ambiental?

O principal objetivo de uma investigação em ambiente é confirmar e detalhar a existência de substancias químicas no solo ou água pela ação dos homens, que alterem as características originais do local afetado.

Quais as etapas da investigação ambiental?


A investigação ambiental é dividida em três passos:

• A avaliação preliminar > Durante essa etapa; a investigação avalia as possíveis interferências realizadas pelo homem e se houve algum dano ao meio ambiente.

Para isso são feitas visitas no local; preenchimento de questionários; são levantados documentos do local e o histórico de atividades.

Se houver a suspeita de contaminação no local; o estudo parte para a fase de investigação confirmatória.

• Confirmatória > Essa etapa visa a confirmação de contaminação ou não do solo/água. Nessa etapa é necessário sondagens e instalação de poços de monitoramento; principalmente nas áreas com maiores indicadores de contaminação.

• E detalhada > Começa a partir da confirmação de contaminação. Serve para delimitar o local em que a contaminação se originou e todos os outros locais que foram afetados.

Após isso; são identificados as substancias que causaram a contaminação do ambiente; então; começa a busca por meios de intervenção; fixa-se metas para a remediação com o intuito de restaurar a área afetada.

Os dados gerados servem para ajudar o desenvolvimento de estudos de avaliação de risco da saúde humana e multar os responsáveis pela ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *